A empresa norte-americana também foi condenada, mas terá que desembolsar apenas US$ 158 mil para a rival

 

Apple e Samsung se acusam por causa de patentes desde muito tempo atrás. A cada novo aparelho lançado, surgem novas denúncias relacionadas ao uso indevido de uma ou outra funcionalidade registrada e utilizada sem autorização pela rival. Isso acontece dos dois lados na guerra e deve continuar dessa forma por algum tempo. E no mês passado, uma das maiores disputas entre elas ocorreu nos tribunais dos Estados Unidos.

As duas gigantes da tecnologia se encontraram no tribunais de San Jose (na Califórnia) com acusações mútuas. A Apple acusava a Samsung de ter infringido cinco de suas patentes, enquanto a empresa coreana acusava a rival de ter feito o mesmo com duas de suas patentes. E depois de muitas discussões, demonstrações de provas e contraprovas, o tribunal finalmente se decidiu.

Após todo o processo, a justiça norte-americana definiu que as duas empresas são culpadas em algumas das ações movidas. Mesmo assim, é preciso dizer que a Apple se saiu melhor, pois vai receber US$ 119,6 milhões da Samsung, ao mesmo tempo em que terá que pagar apenas US$ 158 mil para a maior rival da atualidade. Confira abaixo qual a origem dessas multas.

O que a Samsung infringiu?

(Fonte da imagem: Reprodução/CNET)

 

Nos documentos apresentados no tribunal, a Apple afirma que dez aparelhos da Samsung utilizam patentes alheias de maneira indevida. Você pode ter uma noção mais concreta disso ao analisar a tabela que está acima deste parágrafo. Todas as células marcadas com “X” são as que foram denunciadas e as que possuem asteriscos ao lado do “X” são as que tiveram denúncias sentenciadas como procedentes.

  • Patente 172: relacionada à utilização de previsão de textos durante a composição de mensagens;
  • Patente 414: envolve sincronização de segundo plano relacionada a aplicativos de calendários, emails e contatos;
  • Patente 647: envolve links rápidos, que detectam dados automaticamente em mensagens e permitem que os cliques sejam aplicados diretamente nelas;
  • Patente 721: relacionada ao “deslize para desbloquear”, que é utilizado para o desbloqueio da tela principal dos aparelhos;
  • Patente 959: relacionada à “pesquisa universal”, como a utilizada pela Siri.

E a Apple?

(Fonte da imagem: Reprodução/CNET)

 

Cinco aparelhos da fabricante norte-americana foram acusados nos tribunais, sendo as denúncias relacionadas a duas patentes. Você pode ter uma noção mais concreta disso ao analisar a tabela que está acima deste parágrafo. Todas as células marcadas com “X” são as que foram denunciadas e as que possuem asteriscos ao lado do “X” são as que tiveram denúncias sentenciadas como procedentes.

  • Patente 239: relacionada à funcionalidade de transmissão de vídeo, que poderia possuir implicações diretas no uso do FaceTime;
  • Patente 449: envolve as funções de organização de pastas e câmera dos aparelhos.

Enquanto se enfrentam em tribunais em diversas partes do mundo, Apple e Samsung estão perdendo espaço para companhias chinesas. Dois anos atrás, as duas respondiam por mais de 55% do mercado global de smartphones, segundo a consultoria Strategy Analytics. No primeiro trimestre deste ano, essa fatia caiu para 47%.

Uma porta-voz da Apple disse que a decisão reforça a crença de que a Samsung “roubou deliberadamente nossas ideias e copiou nossos produtos”. Segundo ela, a companhia “vai lutar para defender o trabalho duro que resultou em produtos populares como o iPhone”. Já a Samsung disse que “é inapropriado comentar o caso enquanto o júri ainda está deliberando”. Na sexta-feira, a juíza distrital Lucy Koh pediu que o júri reconsiderasse o veredicto sobre um celular da Samsung que teria infringido uma patente de auto-completar da Apple, já que não havia sido determinada uma indenização para este caso. Assim, o júri voltará a se reunir na segunda-feira.

Fontes: Tecmundo e Estadão

Samsung terá de pagar US$ 119 mi a Apple por patentes

Deixe uma resposta